for an english version click here

*

A Tira-Olhos – Associação de Fotografia Experimental, é um espaço de partilha de fazeres e saberes ligados à expressão fotográfica, com particular interesse numa fotografia lenta, experimental e sem-câmara.

Instalando-se na freguesia da Penha de França, em Lisboa, a Tira-Olhos desenvolve um trabalho de proximidade com amadores, artistas e artesãos, tendo por objectivo promover, disseminar e ensinar técnicas experimentais e artesanais ligadas à expressão fotográfica.

Ao longo de vários anos – quer na actividade que desenvolvemos enquanto docentes, quer nas nossas práticas individuais -, xs associados fundadores da Associação foram consolidando a vontade e a necessidade de encontrar um espaço que permitisse a partilha dos seus modos de fazer.

A Associação abriu o seu espaço de atelier e laboratório em Julho de 2019, começando nos meses seguintes a promover actividades ligadas à prática artesanal da fotografia, convidando também outrxs artistas e experimentalistas.

Em 2021, a Tira-Olhos aventurou-se na organização de um festival de fotografia lenta – a LESMA -, ocupando durante 3 dias a Cooperativa centenária A Padaria do Povo, que se encheu de experimentalistas.

Em 2022 a Tira-Olhos lançou um programa de residências – a CELEUMA – que acontece duas vezes por ano, na Primavera e no Outono.

*

As libelinhas residentes:

Paula Lourenço

Licenciada em Fotografia pelo Instituto Politécnico de Tomar, onde durante uma década foi docente da componente laboratorial de unidades curriculares relacionadas com os processos históricos e alternativos de impressão fotográfica.

Desde 2007 realiza workshops de processos históricos (Casa-estúdio Carlos Relvas; Carpe Diem – Centro de arte e pesquisa, Universidade Lusófona, ArCo), bem como formações de curta duração para crianças e jovens.

Tem colaborado com o atelier LUPA em cursos, trabalhos de impressão em processos não convencionais, digitalização e edição. Ao longo dos anos tem participado em projetos artísticos (No true magic de A Jigsaw – Imagem e impressões sobre madeira, com Sofia Silva e Miguel Duarte; Ampliador de Associação Fosso de Orquestra, impressão sobre vidro das imagens projetadas no espetáculo).

É co-fundadora da Tira-Olhos – Associação de Fotografia Experimental.

paulacdlourenco@gmail.com

fotografia de Guilherme Maranhão @ Lesma 2021

Sofia Silva

É licenciada em fotografia pelo Instituto Politécnico de Tomar (2008), mestre em Belas-Artes (2011) pela Glasgow School of Art (curso que frequentou enquanto bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian) e doutorada em Ciências da Arte pela FBAUL (2018).

Entre 2011 e 2017 leccionou no Curso Superior de Fotografia do Instituto Politécnico de Tomar. Entre 2014 e 2020 foi formadora na ETIC. Integra, desde 2018, o corpo docente da Licenciatura em Fotografia da Universidade Lusófona, sendo de momento co-coordenadora do Mestrado em Fotografia da Universidade Lusófona de Lisboa.

É fundadora e editora da plataforma digital Nihilsentimentalgia, espaço onde desde 2008 se dedica a pensar sobre cultura visual. Escreve umas cenas que vão aparecendo publicadas entre livros e catálogos.

Entre 2016 e 2019 coordenou a publicação Propeller, criada pelo colectivo Hélice.

É co-fundadora da Tira-Olhos – Associação de Fotografia Experimental.

sofia.rg.silva@gmail.com

fotografia de Guilherme Maranhão @ Lesma 2021


Advertisement